Vídeo experimental que enlaça as diversas dimensões existenciais aos fragmentos do bairro do Porto de Cuiabá, cidade e rio de mesmo nome, centro geodésico da América do Sul, reconhecidos durante as caminhadas sensíveis no final do ano de 2018. O olhar perceptivo é de uma “pau-rodado”, nome dado ao migrante que como o pau vai boiando e rodando pelo rio da vida até achar um lugar que possa fincar raízes e dar frutos. Nas derivas por este bairro, foram encontrados casarios que fazem parte do patrimônio histórico e que se encontram degradados. Neles foram realizadas intervenções extemporâneas com objetos pessoais e depois realizou-se novas intervenções digitais resultando em colagens que compõe uma cartografia afetiva de um território marginal.
Autor: Mari Gemma De La Cruz
Ficha Técnica:
     Direção, Roteiro, Imagens: Mari Gemma De La Cruz
     Montagem e Edição: Juliana Segóvia
     Trilha Sonora: Maincon Saatti
     Duração : 4:14
Ano: 2020
Back to Top