Ano 2020, vejo o mundo diferente, o racional não é o imperador dos meus sentidos. A falta de foco no meu cotidiano me deixa confusa e meu movimento deixa rastros. Não controlo nada e o imprevisível é uma metáfora de vida.
Arrogância, egoísmo e ineficiência levaram a proliferação do vírus que veio mostrar o quão fragmentada e desigual é a sociedade que habito. A menor partícula viva destruiu Golias, no corpo humano a enzima AC2 do pulmão (ar coletivo) e do coração (afeto) é inativada pelo COVID19, levando a falência dos órgãos.
Só depois da morte deste sistema carcomido, outros corpos extra sistema poderão viver e coexistir. Não há como escapar, a menos que rompamos, intencionalmente, com o doloroso "status quo" vigente,  dissolvendo a espuma social, para que não mais existam pessoas des-imunes e imunes às leis, nem obsessões que dominem a gestão política sobre a vida e a morte. A sociedade sairá desta anestesia social em que se encontra?
A solidariedade deverá ser a narrativa universal e a forma de resistência.
Trabalho selecionado nas convocatórias: Capullo Exposición Internacional, Uruguai (on-line, 2020); Por dentro de um tempo suspenso (on-line, 2020).
_________________________________________
AC2. IMPRESSIONS OF PANDEMIC CONTAINMENT
Year 2020, I see the world differently, the rational is not the emperor of my senses. The lack of focus in my daily life makes me confused and my movement leaves a trail. I don't control anything and the unpredictable is a metaphor for life.
Arrogance, selfishness and inefficiency led to the proliferation of the virus that showed how fragmented and unequal the society I inhabit is. The smallest living particle destroyed Goliath, in the human body the enzyme AC2 of the lung (collective air) and heart (affect) is inactivated by COVID19, leading to organ failure.
Only after the death of this decayed system, other extra-system bodies will be able to live and coexist. There is no way out, unless we intentionally break with the painful "status quo" in force, dissolving the social foam, so that there are no longer unimmune people immune to the laws, nor obsessions that dominate the political management of life is the death. Will society come out of this social anesthesia in which it finds itself?
Solidarity must be the universal narrative and form of resistance.
Work selected in the calls: Capullo Exposición Internacional, Uruguay (online, 2020); For within a suspended time (online, 2020).