Vivemos num momento de transição planetária, com mudanças físicas e morais. Sistemas políticos em colapso, catástrofes geoclimáticas, assassinatos coletivos, guerras e epidemias são decorrentes do desequilíbrio vigente. É também um momento de reflexão, aprendizado e de tomada de consciência para alcançarmos um nível de comportamento sustentável social e ambientalmente e o Brasil deve empenhar esforços para isso. Infelizmente, vivo num país cuja equidade e justiça socioambiental ainda precisa melhorar muito.
Este trabalho é inspirado na “Agenda 2030” (ONU, 2015) que propõe um plano de ação para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade, mostrando que todos somos interdependentes e nesta perspectiva os países signatários, devem cumprir, até 2030, os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável com suas 169 metas. O Brasil é signatário desta agenda, entretanto seu governo vem descumprindo o acordo.
Buscando expressar o mundo que no qual quero viver e acreditando que as mudanças no Brasil reverberarão para o planeta, desenvolvi uma série de imagens a partir da colagem e hibridização de retratos disponíveis na internet, que contemplassem as diversas raças, etnias e culturas sem a pretensão de abranger a totalidade, inserindo pequenos textos datilografados baseados nos objetivos a serem alcançados até 2030, em livros espíritas escritos por médiuns que tratam desta transição e na cosmologia indígena Guarani onde existiria uma terra sem males e não haveria fome, guerras ou doenças. 
Série selecionada nas convocatórias: Festival de Fotografia de Paranapiacicaba (2018); FotoRio Resiste (2018); Exposição Coletiva de Fotografias do Centro Oeste, 6a edição (2020); Pátio Metrô São Bento. Desejos para o Agora e para o Futuro (2020).
direito a água, natureza e conservação ambiental
água - natureza - conservação ambiental
vida - paz - acolhimento
direitos humanos e dos animais - resiliência - sustentabilidade
educação - alimentação - ambiente limpo
ética - alegria - amor
integridade - igualdade de gênero - inclusão
tolerância - repatriação - afeto
voltar ao topo