O ensaio “Peito de Pedra” (trabalho em desenvolvimento) propõe a reflexão sobre o corpo feminino e os estigmas sexistas e machistas que se impõe a ele; do modelo renascentista do corpo clássico e perfeito; da obscenidade imposta à nudez, confinada a espaços delimitados pela moral judaico-cristã; e da alienação da produção dos sentidos do corpo. As imagens representam: autorretratos e retratos de mulheres, produzidos em longa exposição; reflexos de esculturas, encontradas em museus e praças de diversos países, refletidas em fragmentos de espelhos; paisagens e objetos encontrados na natureza; e poesia autoral.

You may also like

Back to Top